quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

A gente precisa mesmo ...


... parar de esperar que tudo caia aqui na nossa mão, como se o destino fosse elaborar e colaborar sozinho com tudo que esperamos que aconteça um dia na nossa vida, e quando não acontece xingamos e culpamos Deus e o mundo por não estar lá no meiozinho de nossas mãos. Levanta a cabeça, sacode a poeira e vai atrás daquilo que você quer, faça por merecer, se esforce, ás vezes acabamos caindo pelo caminho, mas a cada vez que você se levanta você fica bem mais perto daquele prêmio mais esperado.

... de muito Amor e sorriso no rosto, ame e faça alguém sorrir, sem se preocupar se mais ali na frente vão te partir o coração e ficar indiferente com seus sentimentos, quando proporcionamos o bem a alguém, a alegria, a emoção, tudo volta para gente mais bonito, mais intenso, mais lindo. Você tentou uma, duas, três, quatro, dez, dezenove, trinta e cinco vezes?! Tente trinta e seis quem sabe é o seu número da sorte?! Eu sei, e como sei, é cansativo sim quando parece que ninguém dá valor aquilo de mais bonito que estamos ali oferecendo, mas você imaginou como deve ser triste ser a pessoa do outro lado que não recebe nada, que não se doa em nada, que não vive nada, que não se permite experimentar nada?!.

... de Força e Fé para enfrentar todos os desafios malucos que a vida teima em mandar para gente, que quando você imagina, não pode piorar e piora. Força para enfrentar e Fé porque precisamos sempre acreditar que é possível sobreviver, que lá no fim do túnel ao invés de mais uma armadilha tem o tão cobiçado Pote de Ouro. E porque não transmitir força e fé a alguém? Algumas pessoas parecem perdê-las pelo caminho então, porque não renovar isso no outro para que ele também escape das próximas armadilhas e chegue no seu Pote de Ouro também?!.

... de amigos, desses anjos que são colocados em nossas vidas para nos mostrar o que não conseguimos enxergar sozinhos, de nos mostrar aquela verdade que dói e muitas vezes não queremos senti-la então nos escondemos atrás de mentiras, mas que também junto a ela trazem um abraço terno e sincero, mostrando que estão ali. Amigos que nos levam para passear e arejar a mente, que trazem vinhos e cerveja num dia ruim, que nos levam para dançar e expulsar todas as dores no corpo e na alma, ou aqueles que só sentam do nosso lado e seguram nossa mão porque sabem que palavras não vão adiantar, só a presença.

... de família que não ache que apontar o dedo na nossa cara para todos os erros e defeitos vai ser de grande ajuda, mas que sentar e conversar e ver o que pode ser feito sim. Dessas bem calorosas que se encontram e transbordam em abraços, gargalhadas sem fim, comilanças deliciosas, novidades interessantes, olhares efetuosos.

... de respeito, respeito pelo que somos e por tudo que passamos para chegar até aqui, ou até mesmo por não termos chegado ainda, mas estarmos ali, no caminho, tentando encontrar uma direção. E de respeitar, respeitar as diferenças existentes, os limites das pessoas, a opinião, a dor, a alegria, a decisão, respeitar o caminho que a pessoa escolheu percorrer.

... se apaixonar mais, viver ardentemente e intensamente cada momento de nossas vidas sem se preocupar com a opinião alheia, se preocupar apenas com o que te faz feliz. Andar de bicicleta sem as mãos no guidom, fazer uma estrelinha na areia mesmo que torta, bater na porta do vizinho e sair correndo, deixar um post it com seu número colado na carteira daquele gato ou gata, fazer guerras de travesseiros, se encontrar com amigos antigos que você não vê a tempos, falar besteira com amigos, ajudar uma senhorinha a atravessar a rua ou levar suas sacolas.

... de Pessoas verdadeiras, de piscinas geladas, tomar um, dois, três banhos de chuva, de se arriscar, comer sem se preocupar, fazer sem culpa, passar debaixo da escada, beijar um gatinho preto, pular amarelinha, sair sem destino, comprar passagens por impulso e viajar num fim de semana, comprar tickets para o show dos seus sonhos em outra cidade, comer pipoca de doce, enfrentar um grande medo, gritar até ficar rouca, fazer uma serenata, subir numa árvore, correr até perder o fôlego.

... de Amor , amor por tudo e por todos. Amor por aquele filhotinho lindo que lambeu seu rosto e te conquistou, por aquela música que bateu de jeito e que você não consegue ouvir sem mexer os bracinhos e em seguida o corpo inteiro. Amor pela sua Avó, seu Avô, seu pai, sua mãe, aquele seu irmão pentelho e sua irmã mandona, pela Tia doida, pelo Tio que não para de falar. Amor pelo próximo que precisa da sua ajuda para conseguir almoçar mais tarde ou levar o leite para o filho em casa. Amor pela sua vida e a vida de outro alguém, esse amor que nos leva a nocaute, que nos faz voar, que nos faz acreditar sempre outra vez.      

... É Ser Feliz